Basta apenas iniciar o uso do Azure DevOps, que já é possível perceber a grande possibilidade de recursos disponíveis na ferramenta.

Azure DevOps Singapore (Singapour, Singapour) | Meetup

Tanto em sua versão on premises quanto em nuvem temos acesso por exemplo, em uma unica ferramenta a recursos como:

  • Azure Boards para a gestão de tarefas
  • Azure Repos para gestão de código fonte
  • Azure Pipelines para a complicar e entregar suas aplicações
  • Azure Test Plans para testar e garantir a qualidade do que é desenvolvido
  • Azure Artifacts para criar e hospedar pacotes privados
  • Além de um infinidade de extensões disponíveis em sua Marketplace

Porém, mesmo com tantas possibilidades ainda é possível estender a capacidade da ferramenta fazendo uso de recursos como o REST API.

Mas o que é REST API?

API, como o Cayo Diebe explica em seu artigo é a “Interface de Programação de Aplicações” ou “Interface de Programação de Aplicação”, ou seja, é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para a utilização das suas funcionalidades por aplicativos que não pretendem envolver-se em detalhes de sua implementação, mas apenas usar seus serviços.

REST, significa Transferência de Estado Representacional, que na prática são serviços que podem executar um série de operações com procolos Http e Https.

É possível realizar operações como criar, consultar, atualizar ou até mesmo excluir dados.

Para fazer um teste, podemos buscar a lista de builds executados em sua instância do Azure DevOps usando seguinte API

GET https://dev.azure.com/{organization}/{project}/_apis/build/builds?api-version=5.1

Substituindo os valores de organization e project pelos que pretende utilizar para testar, assim:

https://dev.azure.com/israellucania/demo/_apis/build/builds?api-version=5.1

E obtendo o seguinte resultado:

Resultado obtido em formato JSON

Estes dados podem ser tratados e melhor visualizados por exemplo dentro do NotePad++, Visual Code, Excel e uma série de outras ferramentas.

Concluindo…

Quando falamos então de REST API ou API REST associado ao Azure DevOps, estamos abrindo ainda mais o leque de possibilidades para exploração dos recursos da ferramenta. Permitindo entre outras coisas o desenvolvimento de visões gerenciais especificas, integração com diversas outras ferramentas e muito mais.

Uma última informação, a Microsoft disponibiliza REST API no Tfs / Azure DevOps, desde a versão 2015 da ferrmamenta.

Ficou curioso?

A Microsoft disponibiliza uma documentação bem interessante sobre o assunto através do link.

Não utiliza Azure DevOps ainda?

Leia o artigo do Adriano Bertucci e comece já!

Grande abraço e até a próxima.