Primeiramente, utilizaremos o potencial de um gráfico de dispersão para análise salarial utilizando Power BI.

Frequentemente, é muito recomendado, caso se possua uma relação de associação entre duas variáveis distintas. Por exemplo, utilizaremos nessa demo, uma relação de Salário e Produtividade, em uma tabela, por cada colaborador de uma empresa fictícia, com essa análise, será possível produzir vários insights a respeito de hora de produção e homem/hora do setor ou da própria empresa como um todo. Os resultados dessa análise, é um gráfico holístico.

Dispersão dos pontos

Desde já, a dispersão dos pontos mostra qual a intensidade da relação: forte ou fraca.

Dispersão Fraca: Ocorre quando os pontos no gráfico estão muito espaçados um entre outros.

Aqui é possível a estruturação de um gráfico de dispersão fraca.

Dispersão Forte: Ocorre quando os pontos no gráfico estão muito próximos um entre outros.

Aqui é possível a estruturação de um gráfico de dispersão forte.

Bem como, para podermos inciar a nossa demo, será necessário setar um ambiente para o exemplo, utilizei de uma planilha em Excel, com informações em três colunas, Nome, Salário(R$) e Produtividade(%).

É possível visualizar a estrutura de dados no Excel, com as segundas colunas Nome, Salário e Produtividade.

Após a organização dos dados, será necessário importar a planilha para o Excel, como próximo passo, realizar a importação da planilha no Power BI.

Após a importação, será necessário a formatação do campo Produtividade, para receber valores em formato de percentagem para uma melhor visualização no gráfico:

Aqui é possível visualizar a tela do Power BI, onde é mostrado a estrutura de produtividade.

Agora, com o ambiente setado, é possível iniciar o processo de criação, para isso, iremos adicionar um Gráfico de Dispersão, e inserir as configurações de:

  • Nome, no campo “Legenda”.
  • Produtividade, no campo “Eixo X”.
  • Salário, no campo “Eixo Y”.

Gráfico de Dispersão

É possível, visualizar após a estruturação um gráfico similar ao abaixo:

Na imagem, há uma seleção de estrutura de POWER BI, com um gráfico de dispersão de forma visual, com bolinhas soltas.
Gráfico 01: Análise de Produtividade x Salário

Análise

Na imagem, há uma seleção de estrutura de POWER BI, com um gráfico de dispersão de forma visual, também bolinhas com valores.
Gráfico 02: Verificação de Produtividade e Salário.

Além disso, olhando para o gráfico acima, é possível visualizar inúmeras “bolinhas” na estrutura do gráfico, e, o que elas significam? Todavia, olhando de forma por cima, é bem confuso, porém, quando entramos no detalhe, fica um pouco mais claro.

Para ser curto e direto, simularemos uma linha reta tracejada, na estrutura:

Na imagem, há uma seleção de estrutura de POWER BI, com um gráfico de dispersão de forma visual, com uma linha tracejada ao meio e também bolinhas com valores.

Ou seja., em um gráfico de dispersão, tudo que está muito longe de uma linha padrão, significa que, ao “bater o olho”, conseguimos ver o que está acontecendo de errado nos dados.

Por exemplo, no gráfico acima, temos uma estrutura de Produtividade x Salário, e, no caso selecionado em vermelho, o funcionário Carlos Correia Alves, têm produtividade de 100%, e ganha, hoje, R$ 1.574,00.Nesse sentido, outro ponto para se analisar é, a bolinha acima, de cor bege, onde um funcionário XPTO está entregando 100% também, pois, está na mesma linha que Carlos, porém, recebe na faixa de R$ 4.000,00.

O que, a área de RH nesse caso, pode tirar como aprendizado no insight?

Através dessa estrutura, será possível visualizar, quem são os funcionários que não estão performando, mas ir, mais afundo na estrutura, é possível visualizar pelo próprio exemplo de Carlos, um funcionário que vem entregando 100% e recebe apenas 1.574, o que, um funcionário do RH pode “bater o olho” e entender? O Carlos, é um funcionário passível, no escopo que temos, que num futuro próximo poderá deixar a empresa caso não receba reconhecimento pelo seu ótimo trabalho..

Como resultado, não é incrível? Em contrapartida, é possível visualizar também outros cenários.

Repararemos a bolinha em rosa:

Na imagem, há uma seleção de estrutura de POWER BI, com um gráfico de dispersão de forma visual, com uma linha tracejada ao meio e também bolinhas com valores.

O que é possível analisar, a bola em rosa, que, ganha aproximadamente R$ 3.000, porém, vem entregando cerca de 60%, o que se pode retirar de informação com esses dados??? É possível visualizar que, esse funcionário possa estar desmotivado. Frequentemente, será possível, vir a um futuro pedir uma retirada da empresa.

Em síntese, que, todos os outros, estão no mesmo “bolo” de entrega x salário, porém, é sempre bom, analisar os casos que fogem desse escopo. E, foi assim, o desenvolvimento de um entendimento sobre o potencial de um gráfico de dispersão para análise salarial utilizando Power BI.

Antes de mais nada, aqui na Konia, possuímos uma expertise em POWER BI, caso possua alguma dúvida, entre em contato!