Olá pessoal!

O objetivo deste artigo é explicar de maneira mais simples o que é Cloud Computing ou Computação em Nuvem.

Cada vez mais o termo cloud computing ou computação em nuvem vem se tornando mais presente em nosso dia a dia.

Ao mesmo tempo surgem dúvidas sobre o que isso significa.

Vamos começar por definições técnicas…

 

“… Um modelo para permitir que, de forma conveniente, acesso sob demanda de rede a um conjunto compartilhado de recursos de computação configuráveis. Como por exemplo: redes, servidores, armazenamento, aplicações e serviços, que podem ser rapidamente provisionados e liberados com esforço mínimo de gerenciamento ou interação com o provedor de serviços …”

O NIST é um órgão americano que define e regulamenta efetivamente o que é nuvem e como ela funciona.

Você pode conferir mais informações no site do NIST, clicando aqui.

Traduzindo…

Computação em nuvem nada mais é do que um conjunto de serviços que contratamos através de um provedor e pagamos de acordo com o nosso consumo.

Exatamente como fazemos com nossas contas do dia a dia, água, luz, telefone e por ai vai.

E as semelhanças não param por ai….

Você sabe exatamente de onde vem água que usar todos os dias em sua casa?

A resposta provavelmente será: Exatamente não, mas eu uso e pago todo o mês certinho.

Maravilha!

A Computação em Nuvem funciona da mesma maneira.

1 – Você contrata um serviço como armazenamento por exemplo que é oferecido pelo DropBox, Google, ICloud, Microsoft entre outros…

2 – Você salva seus arquivos neles, através de um celular, computador, tablet e não sabe exatamente onde seus arquivos estão salvos.

3 – Mas paga o serviço mensalmente por exemplo e continua utilizando.

E por que faz isso?

Porque sabe que assim como a água, que você não vai precisar captar água em nenhum rio para ter abastecida a sua torneira, pois a infraestrutura pra isso já foi desenvolvida por uma empresa que te entrega o produto final.

A computação em nuvem permite que você tenha seus arquivos disponíveis em qualquer lugar, a partir de qualquer plataforma, sem se preocupar em ter uma infraestrutura de servidores, localizada numa sala climatizada, monitorada 24 horas por técnicos responsáveis, isso tudo é preocupação do provedor que você contratou.

Você só precisa se preocupar em usar e pagar pelo uso, pela comodidade de ter seus arquivos disponíveis em qualquer local, acessível em alguns cliques.

Este mesmo modelo serve para utilização de maquinas virtuais com servidores, serviços de aplicativos, serviços de rede, firewall e por ai vai.

Todos podem ser contratados e pagos por uso.

E o mais importante, você pode monitorar e controlar o consumo de cada serviço contratado, decidindo quando é interessante, desativar algum deles ou redimensionar os recursos de qualquer outro.

Pronto!

Agora você sabe o que é a Cloud Computing ou Computação em Nuvem e certamente já fazia uso dela, mesmo que sem saber.

Mas se percebeu que vai precisar de mais recursos do que armazenamento, será interessante entender os modelos de Cloud Computing:

Clouds Públicas: criada com recursos que não são propriedade do cliente

Clouds Privadas: são criadas a partir da infraestrutura física de propriedade do cliente

Clouds Hibridas: são criadas a partir de um misto entre os recursos públicos e privados.

Se gostou, aguarde as próximas postagens.

Até mais pessoal, abraço.