Olá pessoal!

Recentemente publiquei um artigo explicando o conceito de Cloud Computing, que você pode ler clicando aqui, assim como os principais modelos de utilização.

Só que para seguir em frente e trazer mais detalhes sobre os modelos de cloud publica, privada e hibrida e também poder demonstrar outros modelos possíveis, entendi que era preciso mostrar um dos conceitos que é também base para a Cloud Computing.

A virtualização!

A palavra virtualização é algo cada vez mais comum no dia a dia de estudantes, profissionais ou simplesmente entusiastas de tecnologia, e hoje vamos começar a desmistificar essa história de Virtualização.

Vamos lá então!!!

Mas o que é esse negócio de virtualização então?

Tecnicamente podemos dizer que virtualização é reproduzir um ou mais computadores de forma virtual, dividindo os recursos do computador real, com o objetivo de ter um melhor aproveitamento de recursos.

Isso na prática significa por exemplo, que eu posso ter a experiência de utilizar sistemas operacionais sem a necessidade de comprar outros computadores nem mesmo de ser obrigado a formatar minha máquina de uso para instalação de um novo sistema, tão pouco fazer um dual boot por exemplo.

Quanto melhores forem os recursos do meu computador, mais maquinas virtuais poderão ser utilizadas nele.

Para exemplificar:

  • No ambiente educacional, um professor pode mostrar uma versão de um Windows, Linux ou qualquer outra ferramenta fazendo uso dessa técnica.
  • No ambiente profissional são criados ambientes virtuais de desenvolvimento de sistemas e testes de forma padronizada e que podem ser rapidamente restaurados caso ocorra algum problema ou mesmo quando um novo profissional é admitido, ele já recebe o ambiente pronto.
  • Levando para a área de infraestrutura, podemos ter diversos servidores virtuais instalados em um servidor físico, trazendo maior aproveitamento do equipamento em questão, e até mesmo diminuindo o custo de aquisição, manutenção entre outras coisas!!! Tudo aquilo que um gestor quer, mais produtividade com menor custo!

Utilizando estes conceitos, a Microsoft já apresentou um caso onde converteu 54 servidores físicos, em 5, fazendo uso da virtualização.

Vantagens da virtualização

As vantagens do uso da virtualização vão desde uso mais racional de equipamentos como servidores, diminuição do consumo de energia, gerando grande economia no quesito custos de implantação, operação e manutenção e chegando ao ponto de iniciar o processo de adequação a tendência do Green IT ou TI Verde, assunto que abordaremos em outra oportunidade.

Modelos de virtualização

Existem 3 modelos de virtualização;

Virtualização de hardware, que consiste na utilização compartilhada de hardware para criar máquinas virtuais com sistemas operacionais diversos.

Virtualização da apresentação, é o modelo onde também existe a questão do compartilhamento do hardware, mas neste caso, esse compartilhamento permite a geração de diversos desktops virtuais a partir de um ou mais servidores, é similar ao acesso remoto.

Virtualização de aplicativos, é o modelo onde podemos fazer uso de todas a funções de uma aplicação sem a necessidade de realizar qualquer instalação no computador local

Bem, espero ter ajudado a vocês entenderem o que é virtualização e como podemos fazer bom uso dela!!!

Antes de encerrar, quem quiser brincar com virtualização pode começar fazendo o download das seguintes ferramentas:

VirtualBox – http://www.virtualbox.org

VmWare Player – http://www.vmware.com/br.html

Ou ainda instalar o Hyper-V da Microsoft, disponível no Windows 10 e em diversas edições do Windows Server, a partir das versões 2008.

Abraço, e até a próxima!!!


Artigo original publicado aqui.